Intervalo da Fábula

A morte faz coisas curiosas. Torna o real em finito , o poder em pó a ganancia em pobreza, a maldade em tristeza interior…A perfeição no imperfeito. Mas mesmo assim eu quero alcançar essa imperfeição.

A semana tem sido com aquisição de alguns conhecimentos que quero colocar em prática. O resultado é mais tempo.

E se a perfeição, essa velha emoção, somente ás vezes, amiga , não viesse bater à porta a coisa até era mais rápida, mas também continha menos paixão. e temos que ouvir os amigos , não?!

Tudo isto ainda a catalogar as emoções do luto. Como o Rafi was here ( youtuber que sigo) diz isto de ser artista está cá dentro e faz o viver numa montanha russa emocional. Mas quando se é, É. E se para uns o outro dia é somente e matematicamente mais um dia. Para outros o puzzle a que chamamos vida mudou e nunca mais se repete.

Estou introspetiva. Agradecida pela visita. Até para semana.

Compaixão

Escolha do caminho a seguir

Ainda pensei e repensei se devia de colocar o arrependimento da Ego. Mas se não fizesse a Lex seria uma outra gata.
E o titulo já não seria “As conversas com a Ego” e sim “As discussões e criticas da Ego”.
Decidi então pelo arrependimento da Ego.

A compaixão

E para um Ego perceber que erra e não se invadir de emoções de auto culpa e de auto critica, precisa usar a emoção compaixão, para suavizar e anular o sentir das emoções menos positivas.

A compaixão, acho que é uma emoção que ajudaria muita gente neste mundo se não tivessem tão abraçados à emoção medo.
E tu usas a emoção da compaixão? Conta como.

Quando a/o Ego falha

Características da/do Ego

A ego é a parte da nossa existência. Quando somos pequenos ajuda-nos a sobreviver, no entanto as ou os Egos não são perfeitos. Têm tendência de percecionar tudo no estremo. Se as afirmações ou opiniões são de acordo com os seus valores, então está tudo bem. Se vão contra aos seus valores, estamos perante um inimigo.
As suas opiniões, ideias, afirmações, valores são rígidos e inflexíveis.

A/O Ego quando falha encara como se tivesse cometido um erro fatal. Pode entrar na depressão e vitaminizar-se ou aumentar as atitudes agressivas, sendo estas físicas e ou verbais.

Consciência e Ego

Se a/o Ego é temperada/o com a consciência, recebe desta o toque da humildade, a compaixão e percebe que no meio termo é onde está a resposta possível e muitas das vezes a mais favorável para muitas das situações.
Mas se o “Eu” se identifica com a/o Ego, temos então o caso, como certo presidente que anda por ai com ideias de imperialismo. Mas isto é outra história.

Como identificar o que é Ego o que é consciência

O modo que se conhece para identificar, o que é Ego e o que é consciência, é com meditação frequente. O foco na respiração quando se medita, faz com que o/a Ego age de modo independente, provocando o acordar da consciência. A Meditação também é conhecida por abrandar a velocidade dos pensamentos e melhorar a qualidade dos mesmos. Por estas razões também benéfica para a redução da ansiedade.


No entanto aqui na história a Lex já conhece a Ego…que achas que vai acontecer?

Quando o ego exige atenção

O ego exige atenção sempre que sente perigo ou se acha que estamos em perigo.
Pessoas com ansiedade têm esta ligação, Ego e a emoção medo muito ativada. O que resulta numa pesquisa constante de procura de algo errado por parte da mente. E segundo os entendidos nisto quando procuramos, achamos.

O que fazer para sossegar a mente?


A meditação serve para sossegar a mente. Reduzir o estimulo e ligação Ego e emoção medo. Mas o meditar não quer dizer que o Ego cala-se.
Quer sim dizer que ficamos simplesmente no papel de observadores. O “Eu” fica consciente a observar as ideias, urgências, lembranças, perigos, lista das compras…. em resumo tudo que o ou a Ego, irá buscar mil e um artifícios para que esta observação do teu “Eu” não exista.
Resiste interagir.
Ao mesmo tempo que concentras-te em sentir o ar entrar, a sentir a encher o “fundo da barriga” e a sair. É o que a Lex está a fazer…

A Lex observa a Ego, mas será que vai atrás da conversa da Ego?

Se tiveres assim muita curiosidade para saber o que vai acontecer, vai na quarta feira ao facebook ou no Instagram. Durante a semana vou divulgando outros projectos e quadradinhos desta história da Lex.
Mas se puderes esperar… no próximo Sábado, Lex na meditação, continua.

Como gerir a ansiedade

Prometi-te a resposta para a situação da semana passada da Lex.
Desta vez a Lex já sabe o que resposta a dar à incompreensão e falta de compaixão da sua ego.

Razões de ter uma ou um ego muito falador?
Levei anos para descobrir a resposta, é devido à ansiedade. Parra falar a verdade nem sabia que a tinha. Depois de muitas pesquisas a melhor solução que eu achei para o problema da ansiedade foi a meditação.

Mas querer meditar e conseguir vai uma distancia.

A parte fácil – A posição da meditação pode ser sentada no chão ou cadeira ou mesmo deitada. A coluna e pescoço têm que ficar direitos, mas relaxados.Sim, procura relaxar não importa a posição que escolhas. Fecha os olhos.

A parte difícil – Uma predisposição para ouvir o ego na mente sem responder .Ouves o que o teu Ego diz, normalmente é sempre algo de urgência. Ouve e dirige a atenção para a respiração. Se não o ouves é porque ainda te identificas com o/a ego, neste caso procura ouvir os sons no local onde estás, sem julgamento ou qualquer outro tipo de pensamento.